Cintura e Estatura

Cintura e Estatura

Cintura e Estatura: duas medidas simples para acompanhar a saúde de crianças e adolescentes!

A obesidade infantil é um grave problema de saúde pública. Na América Latina, as taxas de sobrepeso e obesidade aumentaram de forma avassaladora em crianças e adolescentes nos últimos 30 anos. Estimativas nos trazem um quantitativo entre 42,4 e 51,8 milhões de crianças e adolescentes acima do peso ou obesos. Montante que representa 20 a 25% da população total de crianças e adolescentes na região.

A obesidade em crianças era incomum década atrás nos países com desenvolvimento econômico similar ao Brasil. Contudo, a prevalência da obesidade vem aumentando no mundo, fato preocupante pois esta condição associa-se fortemente ao aumento de fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e distúrbios metabólicos na vida adulta.

As consequências da obesidade na infância, podem ser notadas em curto e longo prazo. Em curto prazo, podem ser observados problemas ortopédicos, distúrbios respiratórios, diabetes, hipertensão arterial e dislipidemias, além dos distúrbios psicossociais. Já em longo prazo, tem sido evidenciado mortalidade aumentada por causas diversas, especialmente doenças coronarianas nos adultos que foram obesos durante a infância e adolescência.

Uma forma simples de acompanhar se a criança ou adolescente já apresenta estes riscos potenciais para a saúde é através de 2 medidas corporais simples: a estatura e o perímetro da cintura!

A estatura (popularmente conhecida como altura) é a medida do comprimento total do indivíduo, estando este numa posição padronizada: calcanhares unidos e acomodados juntos à parede, quadril e costas também acomodados em contato com a parede. Para finalizar, precisamos imaginar uma linha que sai da orelha da criança até a região inferior do olho. Esta linha imaginária deve ficar paralela ao solo. A criança, estando nesta posição, recebe a aferição da distância entre a região dos pés até a região mais alta da cabeça.
Já o perímetro da cintura, deve ser medido na menor circunferência do abdômen visto de frente para o indivíduo avaliado.

Com estas duas medidas podemos fazer um cálculo simples: ao dividir o valor do perímetro da cintura em centímetros pelo valor da estatura em centímetros, o resultado deverá ser menor que 0,5. Desta forma, calculamos o que chamamos de relação cintura estatura, a qual se mantida menor que 0,5 apresenta baixo risco para desenvolvimento das complicações de saúde causadas pela obesidade.
Caso o resultado da relação cintura estatura seja maior que 0,5, a criança ou adolescente apresenta maior risco de desenvolver as complicações de saúde decorrentes do sobrepeso/obesidade, se fazendo necessário maiores cuidados com a saúde.

Desta forma, o uso das medidas de cintura e estatura podem nos fornecer uma forma fácil e rápida de acompanhar o perfil de saúde e risco de desenvolvimento de doenças em crianças e adolescentes.

Matéria escrita por:
Filipe Oliveira de Brito
– Nutricionsita – CRN6-5992
– Professor do Curso de Nutrição (UNIFOR)
– Mestre em Saúde Coletiva (UECE)
– Antropometrista Certificado Nìvel I (ISAK)

Nossas Redes Sociais:
https://www.facebook.com/ocariotbrasil/
https://twitter.com/ocariotbrasil
https://www.linkedin.com/in/ocariotbrasil/
https://www.instagram.com/ocariotbrasil/
https://www.youtube.com/channel/UCMv0D91JivYAQTd8Zn30svw…

Nenhum comentário

Adicione seu comentário